Fale Conosco Sindicalize Editais Balancetes Formulários Movimento Sindical e Social Quem Somos



Principal Convênios Acordos e Convenções
Convênios Acordos e Convenções Fale Conosco Sindicalize Formulários Arcordos e Convenções Editais Movimento Sindical e Social Balancetes e Despesas Quem Somos
 

Notícias


JARAGUÁ DO SUL - SC, 22 DE ABRIL DE 2022.

 INFORMATIVO BANCÁRIO Nº (110241)04-22

VEJA 4 SINAIS DE QUE VOCÊ PRECISA DAR MAIS ATENÇÃO À SUA SAÚDE MENTAL.

Terapeuta chama a atenção para sinais que costumam ser menosprezados, mas podem indicar que a pessoa está perto de ter um colapso mental.

Falar sobre saúde mental continua sendo um assunto urgente. O ano de 2022, que parecia ser de esperança, nos faz reviver situações que acreditávamos ultrapassadas. O aumento nos casos de Covid-19, a retomada das medidas restritivas e o retorno ao Home Office têm desafiado o equilíbrio emocional das pessoas novamente.

Para os especialistas, reconhecer as dificuldades e buscar ajuda especializada são as melhores maneiras de lidar com momentos nos quais a carga de estresse é muito elevada. No entanto, nem sempre quem está passando por situações-limite consegue enxergar isso.

“Muitos sintomas de que a saúde mental está em risco são normalizados pelas pessoas, que não se atentam para o perigo de ignorá-los”, explica Karina Servi, terapeuta da Naomm, plataforma que reúne terapeutas qualificados e licenciados em PICs – Práticas Integrativas e Complementares. A especialista cita, por exemplo, as dificuldades para dormir e a irritabilidade excessiva como sinais de que é necessário estar mais atento à saúde mental. Karina aponta quatro sinais que parecem inofensivos, mas podem indicar que a pessoa está prestes a ter um colapso emocional. 

 CONFIRA:

1. INSÔNIA: É um dos pontos mais importantes: se não há sono de qualidade é impossível recuperar a energia necessária para seguir em um novo dia. Os distúrbios ligados ao sono são um dos principais fatores que afetam a saúde mental, emocional e física das pessoas.

Quando há insônia, dificuldade para dormir e/ou interrupção do descanso várias vezes durante à noite é necessário avaliar o que pode estar causando isso.

A especialista alerta para os riscos de se recorrer indiscriminadamente a medicamentos para sanar o problema. Às vezes, o uso de remédios é necessário, mas deve ser indicado e acompanhado por um médico.

2. IRRITABILIDADE E ESTRESSE: Durante nossa rotina, muitas vezes temos de lidar com situações que nos levam à irritabilidade e ao estresse. O importante aqui é identificar quando o problema é algo isolado ou constante.

Se a irritação é recorrente e nos leva a ter reações aumentadas frente a pequenos acontecimentos, o sinal vermelho deve ser acionado. Caso o estresse seja acompanhado de problemas para dormir, é hora de buscar ajuda.

3. MUDANÇAS REPENTINAS DE HUMOR: Estar bem e, de repente, sentir raiva intensa ou sentimentos depressivos pode indicar um problema. Claro que o humor depende de diferentes situações diferentes, porém, se a inconstância é persistente pode ser um sinal do corpo de que algo não está bem.

Se tiver dúvidas em relação a essa questão, pergunte aos seus colegas de trabalho e familiares se eles têm notado oscilações de humor frequentes em você. Se a resposta for positiva, está na hora de mudar de hábitos.

4. LAPSOS DE MEMÓRIASe a pessoa começa a perceber que a memória está falhando no dia a dia com coisas muito simples, como esquecer o que ia fazer na cozinha ou o que ia pegar no armário, é provável que esteja passando por um episódio de esgotamento mental. O esgotamento mental pode levar à depressão e, portanto, é importante não menosprezá-lo.

  

FONTEMETRÓPOLES.

 

O SEEB JGS E REGIÃO SC, POSSUI ATENDIMENTO JURÍDICO AOS BANCÁRIOS E SEUS DEPENDENTES. 

173 Visualizações

Galeria de Fotos

Vídeos