Fale Conosco Sindicalize Editais Balancetes Formulários Movimento Sindical e Social Quem Somos



Principal Convênios Acordos e Convenções
Convênios Acordos e Convenções Fale Conosco Sindicalize Formulários Arcordos e Convenções Editais Movimento Sindical e Social Balancetes e Despesas Quem Somos
 

Notícias


JARAGUÁ DO SUL - SC, 31 DE AGOSTO DE 2020.

 INFORMATIVO BANCÁRIO Nº (10834)08-20

POR QUE O MOVIMENTO SINDICAL BANCÁRIO INDICA PELA APROVAÇÃO DA PROPOSTA.

Após várias rodadas de negociações e propostas rebaixadas, que resultariam em redução de até 48% no valor da PLR; reajuste zero com perda de 2,65% nos salários; ou o fim da 13º cesta alimentação, os Bancários conseguiram reverter a enxurrada de retirada de direitos e cortes de rendimentos.

De reajuste zero, os Trabalhadores de Bancos arrancam para 2020 aumento de 1,5% para salários, com abono de R$ 2 mil. E ainda a reposição da inflação (estimada em 2,74% no período) para demais verbas, como vales alimentação e refeição e auxílio-creche/babá. Caso a proposta seja aprovada, o abono será pago até o final de setembro de 2020, cujas as votações na AGE PERMANENTE VIRTUAL, acontece hoje dia 31 de Agosto de 2020 segunda-feira, das 08:00 horas às 20:00 horas, para Votação da Proposta apresentada individualizadas da FENABAN, BANCO DO BRASIL SA e CAIXA ECONÔMICA FEDERAL, referente a Campanha Salarial dos Bancários 2020, acessar Site do SEEB JGS E REGIÃO SC (www.seebjgssc.com.br).

Para 2021, o acordo, caso aprovado, garante para todos a reposição do INPC acumulado no período (1º de setembro de 2020 a 31 de agosto de 2021) e aumento real de 0,5% para salários e demais verbas como vale-alimentção e vale-refeição, assim como para os valores fixos e tetos da PLR.

A proposta prevê ainda a manutenção de todas as cláusulas da Convenção Coletiva de Trabalho e dos acordos específicos de Bancos Públicos por Dois (02) anos, o que dará segurança para a Categoria em meio a um cenário de retirada de direitos dos trabalhadores.

> FENABAN propõe acordo para dois anos com reajustes e sem retirar direitos

> BANCO DO BRASIL recua na retirada de direitos

> CAIXA APRESENTA proposta final para Saúde Caixa no acordo

GOVERNO, CORREIOS E PETROBRAS: Além da situação adversa imposta pela pandemia do Coronavírus, o país vive sob um Governo contrário aos direitos dos Trabalhadores e favorável à Privatização das Empresas Públicas.

Em dois exemplos recentes das dificuldades geradas pela situação atual, a Greve nos Correios, que já dura 13 dias, não resultou em acordo entre Funcionários e Empresa, e será decidida no Tribunal Superior do Trabalho (TST).

O Vice-presidente do TST apresentou uma proposta de renovação das 79 cláusulas vigentes no Acordo Coletivo, sem reajustes nas cláusulas econômicas. A proposta chegou a ser aceita pelos empregados, mas os Correios só aceitaram a manutenção de nove das cláusulas. Agora o resultado da Greve será decidido pelo TST.

Na campanha salarial dos Petroleiros, a Petrobras propôs um Acordo que prevê congelamento dos salários este ano e reposição da inflação em setembro de 2021.

Cerca de 80% dos Acordos Trabalhistas fechados em agosto ficaram abaixo do INPC.

A Pressão do Movimento Sindical Bancário e a Mobilização da Categoria Bancária nas redes sociais foi fundamental para reverter a retirada de direitos que os Bancos insistiam em impor e resultou em uma proposta com reajuste salarial e abono em 2020, aumento real em 2021 e a manutenção de todos os direitos clausulados na Convenção Coletiva de Trabalho e nos Acordos Específicos dos Bancos Públicos.

LINK DE VOTAÇÃO NA AGE PERMANENTE VIRTUAL SEEB JGS E REGIÃO SC:

 

LINK VOTAÇÃO FENABAN

https://voto.contec.org.br/?p=1037

 

LINK VOTAÇÃO CAIXA ECONÔMICA FEDERAL

https://voto.contec.org.br/?p=1034

 

LINK VOTAÇÃO BANCO DO BRASIL SA

https://voto.contec.org.br/?p=1031

 

 

FONTE: SEEB JGS E REGIÃO SC.

 

O SEEB JGS E REGIÃO SC, POSSUI ATENDIMENTO JURÍDICO AOS BANCÁRIOS E SEUS DEPENDENTES. 

237 Visualizações

Galeria de Fotos

Vídeos