Fale Conosco Sindicalize Editais Balancetes Formulários Movimento Sindical e Social Quem Somos



Principal Convênios Acordos e Convenções
Convênios Acordos e Convenções Fale Conosco Sindicalize Formulários Arcordos e Convenções Editais Movimento Sindical e Social Balancetes e Despesas Quem Somos
 

Notícias


JARAGUÁ DO SUL - SC, 27 DE MAIO DE 2021.

 INFORMATIVO BANCÁRIO Nº (11066)05-21

FEEB- SC PARTICIPA DA REUNIÃO ENTRE FENABAN E CONTEC SOBRE PROTOCOLO CONTRA À COVID 19 E OS REFLEXOS NA REFORMA TRIBUTÁRIA.

Na manhã desta terça-feira (25/05/21), a mesa de Negociação da CONTEC voltou a se reunir, por videoconferência, com a mesa da FENABAN, para debater as medidas para enfrentamento à covid-19 e à reforma tributária em andamento. Participaram do encontro o Presidente da CONTEC, Lourenço Ferreira Do Prado; Armando Machado Filho, Presidente da Federação dos Bancários de Santa Catarina, Representantes de Sindicatos e Federações , além da representação da FENABAN, coordenada pelo dr. Adauto Duarte.

Durante a Reunião, o Coordenador da Mesa da FENABAN informou que a Entidade minutou documento registrando protocolo nacional adotado pelos Bancos, no combate à covid-19. Para Dr. Aduato Duarte, o documento é um avanço para toda a Categoria. Questionado pelos Representantes da CONTEC, ele ainda informou que o setor Bancário apresentou elevado índice de contaminação pela covid-19.

As Entidades Sindicais presentes cobraram mais uma vez a vacinação contra a Covid-19 para todos os Trabalhadores Bancários. As unidades estão abertas, atendendo o público desde o início da pandemia, em março do ano passado.

O coordenador da Mesa da FENABAN falou das preocupações dos Bancos com as matérias relativas à Reforma Tributária, que se encontram tramitando no Congresso Nacional e seus reflexos para a Categoria Bancária.

A Medida Provisória 1034/2021 que, entre outras alterações, aumenta a CSLL dos Bancos de 20% para 25% até Dezembro de 2021, mas deixa de fora as Fintechs também foi pauta. Segundo a FENABAN, a elevação gera uma concorrência desleal e vai impactar na perda de Empregos no Setor Financeiro.  Ele destacou ainda a atual concorrência enfrentada pelos Bancos, que empregam 503 mil Trabalhadores, em 4 mil Municípios, com salário de cerca de 3 vezes a média nacional. Segundo ele, o problema da concorrência consiste especialmente na diferença de tratamento tributário. Por isto, a FENABAN solicitou ajuda dos Dirigentes Sindicais no Trabalho junto ao Congresso, para que a assimetria não seja ampliada.

Há Fintechs hoje que tem valor de mercado maior do que os Grandes Bancos, mas não pagam a mesma CSLL, nem contratam os Trabalhadores com os mesmos direitos da CCT dos Bancários, nem cumprem as mesmas regras de depósito compulsório do Banco Central.

Para Sr. Armando Machado Filho , Presidente da Federação dos Bancários de Santa Catarina, se não houver a justiça tributária para todos os setores da atividade econômica com a taxação de impostos igualitária  para os Bancos e seus Concorrentes, como as Cooperativas e as Fintechs por exemplo, a classe Bancária pode ser prejudicada  com o  fechamento de agências e perda de postos de trabalho.

 ” Os Trabalhadores vêem sofrendo perdas significativas nos últimos tempos com as Reestruturações impostas pelos Bancos, a Lei da Terceirização e as Reformas Trabalhista e da Previdência. Não podemos permitir que mais agências sejam fechadas e mais Bancários percam seus empregos “, destacou Armando.

O Presidente da CONTEC, Dr. Lourenço, destacou que há muitos anos os Trabalhadores defendem a “equidade de tratamento tributário para o setor, objetivando, sobretudo, a manutenção dos empregos”.

O Coordenador da Mesa da FENABAN agradeceu a disposição e destacou que os Bancários são referência para a Sociedade Brasileira, dizendo ainda que não há como fugirmos das operações digitais, cujo aumento decorre de mudança cultural, acelerada pela pandemia.

 

FONTE: CONTEC.

 

O SEEB JGS E REGIÃO SC, POSSUI ATENDIMENTO JURÍDICO AOS BANCÁRIOS E SEUS DEPENDENTES. 

58 Visualizações

Galeria de Fotos

Vídeos