Fale Conosco Sindicalize Editais Balancetes Formulários Movimento Sindical e Social Quem Somos



Principal Convênios Acordos e Convenções
Convênios Acordos e Convenções Fale Conosco Sindicalize Formulários Arcordos e Convenções Editais Movimento Sindical e Social Balancetes e Despesas Quem Somos
 

Notícias


JARAGUÁ DO SUL - SC, 13 DE JUNHO DE 2019.

 INFORMATIVO BANCÁRIO Nº (10479)06-19

 MOBILIZAÇÃO CONTRA REFORMA DA PREVIDÊNCIA.

Maio teve dias históricos de mobilização no Brasil em defesa da educação, dos trabalhadores e da previdência pública como direito universal para todos. Agora para junho, amanhã sexta-feira dia 14/06/19, os Diretores do Sindicato dos Bancários de Jaraguá Do Sul e Região SC, irão participar em Ato Público em defesa contra a Reforma da Previdência organizada pela UGT com ações conjuntas de mobilizações juntamente com as demais Centrais Sindicais e Sindicatos, a mobilização se dará na Praça Da Bandeira no Centro de Joinville SC, das 09:00h as 12:00h, as mobilizações se darão por todo o Estado de Santa Catarina e no Brasil.

O ponto de convergência desta mobilização é a defesa de uma PREVIDÊNCIA pública e solidária que está sendo atacada por esta reforma que aumenta demasiadamente a distância entre os mais ricos e os mais pobres desse País. Precisamos nos posicionar contrários a mais esta arbitrariedade deflagrada contra o povo brasileiro. É preciso que o CONGRESSO NACIONAL escute à voz das ruas e percebam que quem votar à favor desta contrarreforma será lembrado para toda à eternidade como um “traidor não só do povo, mas de toda uma nação”.

SEEB JGS E REGIÃO SC: Para o SEEB JARAGUÁ DO SUL E REGIÃO SC, não está em jogo siglas partidárias e sim a retirada de direitos dos trabalhadores, somos SIM a favor de uma Reforma Previdenciária justa que NÃO prejudiquem os trabalhadores. Para o Presidente do SEEB JGS E REGIÃO SC, Sr. Odilon Fernandes, “é importante destacar que a Previdência Social Brasileira NÃO é deficitária. Ela sofre com a conjunção de uma renitente má gestão por parte do governo, que, durante décadas retirou dinheiro do sistema para utilização em projetos e interesses próprios e alheios ao escopo da previdência, protegeu empresas devedoras, aplicando uma série de programas de perdão de dívidas e mesmo ignorando à Lei para que empresas devedoras continuassem à participar de programas de empréstimos e benefícios fiscais e creditícios, buscou à retirada de direitos dos trabalhadores vinculados à previdência unicamente na perspectiva de redução dos gastos públicos, entre outros”.

SONEGAÇÃO: Não é admissível qualquer discussão sobre a ocorrência de DÉFICIT sem a prévia correção das distorções relativas ao financiamento do sistema.

— Os casos emblemáticos de sonegação que recorrentemente são negligenciados por ausência de fiscalização e meios eficientes para sua efetivação são estarrecedores e representam um sumidouro de recursos de quase impossível recuperação em face da legislação vigente.

As grandes Empresas Privadas devem R$ 450 bilhões à previdência e, para piorar a situação, conforme a Procuradoria da Fazenda Nacional, somente R$ 175 bilhões correspondem a débitos recuperáveis.

— Esse débito decorre do não repasse das contribuições dos grandes empregadores, mas também da prática empresarial de reter à parcela contributiva dos trabalhadores, o que configura um duplo malogro, pois, além de não repassar o dinheiro à previdência esses empresários embolsam recursos que não lhes pertencem.

DESINTERESSE DA MÍDIA: Foi instalada a CPI no final de abril e, desde então, promoveu 26 audiências públicas, onde constatou que a Previdência NÃO é deficitária, principalmente se os devedores pagassem ao fisco brasileiro, e mesmo assim a mídia ignora, porque os grandes devedores da Previdência também são clientes das grandes mídias. 

 

FONTE: SEEB JGS E REGIÃO SC.

 

O SEEB JGS E REGIÃO SC, POSSUI ATENDIMENTO JURÍDICO AOS BANCÁRIOS E SEUS DEPENDENTES. 

72 Visualizações

Galeria de Fotos

Vídeos